Por que Deus permitiu a poligamia? TER MAIS DE UMA PARCEIRA

Comentarios

Por que Deus permitiu a poligamia?



Deus permitiu a poligamia para proteger algumas pessoas de situações piores. Mas a Bíblia mostra que o ideal é a monogamia e não encoraja a poligamia.
Nos tempos da Bíblia, uma mulher solteira e sem família era muito vulnerável. Mulheres tinham poucas oportunidades de emprego e muitas sem família acabavam na pobreza e na prostituição. Por isso, era muito importante uma mulher ter um marido ou filhos crescidos para cuidar dela.
As leis do Velho Testamento sempre protegiam os mais vulneráveis na sociedade. Mais homens que mulheres morriam nas guerras e muitas mulheres poderiam ficar desamparadas. Então a Bíblia permitiu a poligamia mas com restrições muito importantes:
  • O marido tinha de cuidar de todas – tinha de garantir os direitos de todas as suas esposas a alimentação, roupa e intimidade física com ele – Êxodo 21:10
  • O filho mais velho era o herdeiro – mesmo se o pai gostasse mais dos filhos de outra esposa, o filho mais velho era o herdeiro principal – Deuteronômio 21:15-17
Essas regras impediam um homem de negligenciar alguma de suas esposas ou de ter mais esposas do que podia sustentar. Ainda assim, a poligamia não era o ideal. Todas as famílias com poligamia relatadas na Bíblia tinham sérios problemas: rivalidades entre esposas, lutas entre meios-irmãos, favoritismo, maus-tratos...

Poligamia no Novo Testamento

Nenhuma parte do Novo Testamento fala diretamente sobre poligamia. Tal como no Velho Testamento, a monogamia é apresentada como o ideal.
Jesus confirmou as palavras de Gênesis 1:24 quando disse que no casamento o marido e a mulher se tornam um (Mateus 19:4-6). Na poligamia existe divisão: o marido poderá talvez ser um com cada uma das esposas mas as esposas nunca serão um umas com as outras. Não poderão ter a união ideal do relacionamento entre apenas um homem e uma mulher.

Um dos requisitos para ser líder da igreja era ser marido de uma só mulher (1 Timóteo 3:2). Os líderes deveriam ser exemplo de vida para outros crentes. Isso significa que o ideal era que cada crente tivesse apenas uma esposa.
O plano de Deus é o casamento entre apenas um homem e uma mulher. A poligamia foi permitida com restrições em alguns casos mas a Bíblia deixa claro que esse não é o ideal para a vida cristã. Os exemplos da Bíblia mostram que a poligamia é uma situação complicada que causa muitos problemas para a família.

últimos estudos postados

A Parábola da Dracma Perdida (Lucas 15:8-10)

A Parábola da Dracma Perdida é uma parábola contada por Jesus registrada no Evangelho de (Lucas  5:8-10). Neste estudo bíblico, veremo...